Seu CFC costuma fazer antecipação de recebíveis? Se a resposta for sim, é importante que você preste atenção neste tipo de transação para evitar possíveis erros.

Neste artigo, vamos listar quais são os erros mais comuns e como evitá-los com dicas para otimizar a gestão financeira da sua autoescola.

Em certos momentos, sabemos que se torna necessário realizar a antecipação de recebíveis ou até mesmo realizar empréstimos para cobrir custos imprevistos.

O que acaba acontecendo é que ao tomar essa decisão sem planejamento, algumas empresas podem acabar escolhendo modalidades de crédito que nem sempre são as mais indicadas para atender as necessidades do negócio.

Veja também:

Antecipação de recebíveis é uma boa opção para seu CFC?

Como em qualquer negócio, as autoescolas muitas vezes também precisam tomar decisões urgentes. Realizar contratações de última hora, comprar equipamentos ou veículos para melhor atender seus alunos estão entre as necessidades do negócio.

Quando o CFC não tem capital de giro disponível no momento, mas precisa investir e realizar melhorias, optar por um empréstimo acaba sendo a solução mais rápida.

O problema é quando o faturamento daquele mês não acontece como o esperado e a data de vencimento do pagamento do empréstimo chega. Nesse caso, é necessário encontrar uma alternativa para realizar esse pagamento e evitar as altas taxas de juros.

Uma das opções mais procuradas é a antecipação de recebíveis através de uma instituição financeira. Mas nem sempre o empreendedor avalia com atenção as condições impostas pela financeira, antes de aderir a essa solução.

A principal vantagem da antecipação de recebíveis é ter um dinheiro, que já seria da empresa, em mãos rapidamente. 

Por isso, essa antecipação acaba sendo uma alternativa de curto prazo para cobrir despesas urgentes. Nessa modalidade, a empresa paga juros menores do que na contratação de um empréstimo.

Se o seu CFC costuma utilizar como recurso a antecipação de recebíveis, é importante estar atento para não cair nos erros mais comuns desse tipo de transação. Veja quais são os principais deles:

Erro 1 – Usar antecipação de recebíveis como única forma de crédito

A antecipação de recebíveis é uma alternativa válida para pagar contas de curto prazo quando seu negócio está sem capital de giro. Porém, nem sempre é a transação mais adequada para este tipo de situação.

É preciso ter em mente que a antecipação de recebíveis não deve ser usada como principal fonte de crédito.

Por exemplo, se você precisa comprar um veículo ou equipamentos para seu CFC, um financiamento pode ser a opção mais adequada.

Erro 2 – Não pesquisar as diferentes taxas de juros das financeiras

Após contratar a antecipação de recebíveis do CFC com uma determinada instituição financeira, é comum, ao precisar realizar a contratação novamente, que o gestor recorra à mesma instituição anterior.

Mas isso não significa que as taxas serão as mesmas de antes ou que outras instituições não estejam oferecendo taxas ainda melhores nessa ocasião. Logo, pesquisar e comparar as taxas de juros oferecidas em diferentes locais é aconselhável.

Diversas instituições financeiras podem realizar este serviço. E acredite: há diversos fatores, além das taxas de juros, a se levar em conta. Veja exemplos do que deve ser avaliado:

  • A burocracia é grande?
  • Qual a taxa de transação?
  • Qual o prazo de liberação do recurso?

Erro 3 – Antecipar os recebíveis para não ficar sem dinheiro em caixa

Vamos supor que não seja o caso de precisar pagar uma conta ou o vencimento do empréstimo, mas você percebeu que os próximos recebimentos só entrarão daqui alguns dias e seu CFC está sem dinheiro em caixa.

Mesmo que seja tentador recorrer à antecipação de recebíveis para ter acesso a esses pagamentos, avalie se realmente é necessário. 

O hábito de antecipar recebíveis com frequência trará prejuízos ao CFC. Afinal, a empresa poderá gastar a mais do que precisa e não reservar fundos para pagar as contas e despesas com data marcada.

Lembre-se: não antecipe recebíveis sem que sua autoescola realmente esteja precisando de dinheiro.

Use ferramentas inteligentes e mantenha o financeiro do CFC sob controle

O primeiro passo é conhecer seus números de perto. Isso inclui uma boa gestão financeira, com controle das vendas diárias e de fluxo de caixa.

Porém, sabemos o quanto é mais difícil controlar esses números se você ainda utiliza papel ou planilhas do Excel. 

Mas hoje em dia, você já pode contar com o iCFC para organizar e controlar o financeiro da sua autoescola, evitando erros e outros problemas que lhe obriguem a tomar empréstimos sem necessidade.

Lembre-se de que, apesar da antecipação de recebíveis ser um recurso rápido e fácil de contratar, ele ainda custa caro.

Evite cometer os erros que mencionamos neste artigo e mantenha a saúde financeira do seu CFC a médio e longo prazo.

E aí, sua autoescola tem um bom controle financeiro ou ainda está perdendo dinheiro com antecipações de recebíveis desnecessárias? Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário pra gente te ajudar!

 

Gostou desse artigo?

Inscreva-se gratuitamente e receba novos conteúdos em primeira mão no seu e-mail!

Deixe uma resposta